Como ser solidário na pandemia ?

A pandemia veio mostrar quem é quem.

 

Como ser solidário na pandemia

Em meio a tantas dificuldades, trabalhando com venda de máscara de proteção para termos um ” álibi” de continuarmos abertos sendo que fazemos Ajustes e consertos de roupas, com tanta dificuldade e eis que no meio do caminho morre o irmão da nossa supervisora Rose.

Meu Deus…

Os nervos de todos já estão à flor da pele, clientes cobrando roupas para ajustar. OU melhor, roupas ajustadas aqui no Ateliê de costuras, outros clientes querendo saber se estamos abertos, clientes querendo comprar máscaras de proteção  e de repente essa paulada.

Após 2 dias de direito por falecimento do irmão a nossa supervisora volta ao trabalho, você olha para ela e se sente um monstro por não poder dispensá-la por mais dias devido à tanto trabalho, tanta cobrança de cliente.  Pior do que isso é não poder dar um abraço por receio do coronavírus, a equipe inteira sentindo, algumas costureiras mais sensíveis chorando também.

Como é difícil lidar com uma situação onde uma pessoa da sua equipe está chorando, está triste e você não poder fazer nada além de algumas palavras de consolo.  Se eu pudesse trabalhar 24 horas por dia para tirar a tristeza dela eu o faria, mas isso não é possível.

O irmão dela morreu de enfarto fulminante, sendo que meia hora antes estava pintando a casa, super sadio, super animado com a esposa e o filho, se cuidando sem sair de casa para evitar o Covid19.

Como gestor, você tem que recuar mesmo que tenha o direito de cobrar melhorias, atenção, empenho da pessoa de outros dias.   Agora é hora de esperar o tempo passar, deixar o final de semana pra dor talvez diminuir um pouco e ter empatia( verdadeira) pela dor da pessoa uma vez que ela sempre vestiu a camisa da empresa.

 

Repito: O pior de tudo é evitarmos abraça-la para que ela pudesse chorar à vontade.

O terror psicológico que o coronavírus nos submete é muito grande uma vez que qualquer demonstração de carinho e afeto se torna perigosa, e não há nada pior do que o afastamento num momento tão difícil desses.

Todavia, a vida segue, as cobranças não param, o medo da falência ronda todos os donos assim como o fantasma do desemprego ronda qualquer trabalhador. Talvez isso nos faz sermos mais fortes, mais firmes, porém talvez menos humanos.

Acredito que todos nós devemos chorar nosso luto, mas se entregar à tristeza não é a solução.   Um lado meu pede empenho e reflete que a pessoa já teve os 2 dias de direito a ficar sem trabalhar, já o coração se inclina para o fato da pessoa ter perdido um irmão muito amado, e que ela tem direito a ficar triste .

Não é fácil ser dono de um negócio e ser cobrado por vários clientes, e ter de lidar com isso e passar tudo para a equipe afim de que todos possam se ajudar.  Os clientes não entendem um atraso devido ao falecimento( perdão, alguns entendem sim), os fornecedores não entenderão se houver atraso no pagamento por conta de vários problemas internos.

Ontem mesmo conversando com a equipe nos demos conta de que 3 lâmpadas queimaram do nada e precisaremos trocá-las, e algumas falta de funcionárias terão de ser descontadas.  Se não descontarmos, ganharemos no fator humano mas perderemos em finanças, e na hora de comprar as lâmpadas por exemplo não há sentimento que as compre, e sim pagamento.

 

A dor do Luto

 

Costuras e Reformas em Geral - Como ser solidário na pandemia ?

Então é muito difícil você administrar tudo isso pois muitas vezes você pode parecer um monstro, outras vezes pode parecer despreparado por não ter todas as finanças sob controle. É uma linha tênue entre ser ” chefe e ser humano”. Mas no final das contas o que vale mesmo é ser humano e tentar ajudar as pessoas da melhor maneira possível.

Sendo assim, hoje dia 28 de maio de 2020 está sendo um dia difícil para olhar a pessoa e vê-la a todo momento com os olhos vermelhos, dando o melhor de sí, tirando forças de onde não tem.

Pessoas assim nos inspiram e costumo dizer que se tem uma coisa que eu faço de ótimo é contratar pessoas melhores do que eu para trabalhar. A mulherada aqui é demais.  Trabalham incansavelmente, são batalhadoras, guerreiras, mães e muitas vezes até pais de família.  Portanto quando eu olho para mim e penso em desistir, eu olho para elas e me inspiro a seguir em frente e tentar melhorar.

A lição de contratar pessoas melhores e mais inteligentes vale para todos, principalmente se o gestor permitir que as pessoas inteligentes possam usar de sua inteligência para trabalhar, pois do contrário o gestor engessará essas pessoas e provavelmente elas se tornarão tão ineficaz quanto o dono.

 

De verdade, se estivéssemos melhor financeiramente na empresa e não tivéssemos os prazos para cumprimos com os clientes que são super exigentes, hoje seria dia para pararmos tudo e ficarmos conversando e dando força um ao outro.

 

Por hora é isso… preferí desabafar por aqui no intuito de aliviar um pouco a barra e de repente se alguém estiver lendo, seja lá o tempo que for, refletir a respeito e deixar aqui um comentário se você já passou por isso como empregado, como empregador, e qual foi a reação do seu patrão ou sua num momento tão difícil.

Conheça mais da Ellegancy Costuras conhecendo nossos serviços pelo site e pelas nossas redes sociais, desde já agradecemos!!!

Página de fãs (facebook):

https://www.facebook.com/www.elcosturas.com.br/

Instagram:

https://www.instagram.com/ellegancycosturas/?hl=pt-br

Pinterest: 

https://br.pinterest.com/ecosturas/

YouTube:

https://www.youtube.com/user/ellegancy2014

Um grande abraço e veja também :

 

Menos cobrança e mais empatia para enfrentarmos tempos difíceis

 

Tema do Post: Como ser solidário na pandemia ?

Deixe seu comentário