A verdadeira razão pela qual seus esforços de marketing digital não estão funcionando e o que fazer com isso?

A verdadeira razão pela qual seus esforços de marketing digital não estão funcionando e o que fazer com isso?

Leandro Maraccini Claro

Leandro Maraccini Claro

Associate Partner BTG Pactual e CMO Consumer Banking | DRU (Digital Retail Unit)

Semanalmente recebo algumas mensagens no Programa de Mentoria que eu realizo através do Linkedin e via Whatsapp para profissionais de marketing, performance e brand.

Um dos principais tópicos questionados tem a mesma base: marketing digital e canais de impacto + conversão.

Os profissionais sempre indicam a diversidade e atuação das suas plataformas, como e-mail, SEO, SEM, automação de marketing, mídias sociais, conteúdo… e o ponto da discussão é direcionada a geração de leads, conversão ou brand awareness building.

Não se desespere, assim como você, outras empresas que são bem sucedidas vivem o mesmo dilema e discussão. Em todos os cenários que analiso, literalmente informo que todos estão nos mesmos ciclos de discussão, em diferentes momentos de vida ou expertise de atuação.

Qual a necessidade que todos tem em comum? A resposta é provavelmente algo que você conhece intuitivamente, mas não aplica! A maioria dos esforços de marketing digital não funciona até você iniciar o seu processo pela construção da sua audiência.

Este tema de audiência é extremamente relevante, basta iniciar pela definição do seu “público”, passando pela teoria e os exercícios de persona.

Lembre-se: cravar a personalidade da sua marca é definir como ela será expressa no diálogo com o cliente.

O primeiro movimento é entender as diferenças entre PERSONAS e PERSONALIDADE de uma marca. Vamos lá?

PERSONAS

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
  • É o retrato de um público real de uma marca; a personificação de um extrato dos clientes.
  • Quase sempre retrata os usuários de um produto ou serviço.
  • É construída a partir de dados e da percepção de pessoas que têm contato próximo com o cliente.
  • Escreve o cliente como ele é.

PERSONALIDADE

  • É uma construção idealizada do que a marcar quer projetar das mensagens que quer transmitir e sensações que deseja causar nos usuários.
  • Retrata a marca e define sua expressão em um canal ou serviço.
  • Sua construção considera, entre outras coisas, a persona dos clientes e os objetivos do negócio; é baseada em um arquétipo.
  • Retrata a marca como ela gostaria de ser.

CRIAMOS A PERSONALIDADE PARA ATENDER AS PERSONAS. A INTEGRAÇÃO DOS MODELOS DE PERSONAS DEFINEM O PAPEL DA AUDIÊNCIA.

Desta forma, crie seus pilares de “audiência”, como um grupo de pessoas que estão ativamente interessadas em na sua marca e no que você tem a dizer.

Sem uma audiência, a maioria dos esforços de marketing digital fracassa, isto é um fato!

Você pode veicular uma nova postagem no blog todos os dias, mas se ninguém as estiver lendo, qual a razão da sua entrega? Apenas escrever não criará seu público, criar afinidade e verticalizar o tema é um ótimo início para atuação junto a sua audiência.

Você pode ficar realmente ativo no Twitter ou Instagram, postando seus pensamentos e fotos sem parar, mas se ninguém estiver te seguindo, todo esse esforço será desperdiçado. Trabalhar de forma orientada a entender as necessidades de consumo do conteúdo da sua audiência será o fatos de sucesso desta veiculação.

Sem uma audiência, seu ROI será menor com investimento em canais de conversão digital. O paciente trabalho de SEO não irá atribuir um retorno no curso prazo. Como reverter a conversão no mundo orgânico? Sem marca e verticalização da audiência, você terá um sério problema para administrar a evolução.

Portanto, a pergunta óbvia é: como faço para construir uma audiência?

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Claramente, depende do que você faz e planeja, mas aqui está a essência: descubra onde está o seu público, canais de consumo dos conteúdos, verticais de vídeo e penetração de TV + Paytv, Rádio e OOH. Nos meios digitais, as plataformas como Google, Facebook e Twitter, já disponibilizaram seus Gerenciadores de Anúncios, o que facilitam demais seu processo.

Analise os melhores formatos para cada uma das audiências que você pretende expor sua marca ou serviço dentro das mídias sociais. Encontre os influenciadores que têm o público-alvo desejado e pague por postagens patrocinadas que direcionam tráfego para lugares onde as pessoas podem se juntar ao seu público. Micro influenciadores com no máximo 15 ou 20 seguidores auxiliam a veracidade do contexto que você pretende atuar na construção da sua audiência.

Mas qual formato interajo? Abaixo destaco uma pequena lista e suas características:

Foto: os anúncios com exposição de foto ads oferecem um formato claro e simples para apresentar textos e imagens envolventes. Transmita sua essência e o que você faz por meio de imagens ou ilustrações de alta qualidade. Crie campanhas de fotos para diferentes audiências.

Vídeo: conte sua história com imagens, sons e movimento. Os anúncios de vídeo vêm em uma variedade de extensões e estilos, de anúncios curtos baseados no feed a que você assiste enquanto se desloca a vídeos mais longos a que você assiste no sofá, ou mobile. Canais como Facebook, Instagram e Youtube são recomendamos.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Stories: direcionados a diferentes targets e com a possibilidade de utilizar as audiências do FB, este formato proporciona uma experiência personalizável de tela inteira que permite a imersão das pessoas em seu conteúdo. Aborde a paixão delas e inspire a realização de uma ação no dispositivo móvel.

Messenger: totalmente personalizados e aderentes ao feed + conversão com as marcas, os anúncios no FB Messenger ajudam as pessoas a iniciar conversas com sua empresa. Torne tudo mais pessoal com clientes atuais ou em potencial e adicione recursos interativos ou automatizados.

Carrossel: os anúncios em carrossel permitem mostrar até dez imagens ou vídeos em um mesmo anúncio, cada um com o próprio link. Dê destaque a diversos produtos ou conte uma história da marca que vai se desenvolvendo a cada cartão.

Collections: o mercado de varejo usufrui bem deste formato. Pouco usual em marcas de serviços, recomendo muito este ativo. Os anúncios permitem às pessoas descobrirem, navegar por produtos e comprar o que você tem a oferecer. Os usuários podem tocar em um anúncio para saber mais sobre um produto específico, tudo dentro de uma experiência de carregamento rápido.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Forms instantâneos: fato, os consumidores propagam seus dados! Em cada promo, e-book free ou ações de engajamento, de uma maneira fácil as pessoas compartilham suas informações de contato; para isso ocorrer o conteúdo tem que gerar o interesse.

Outros canais que transitam entre os ambientes ON e OFF pode ser totalmente integrados. Valide o tom e a expressão de uma marca através de eventos. Apoie e patrocine boas causas e ações de relacionamento. Busque uma participação ativa em fóruns e painéis de sua vertical. Monte seu estande, lute pelo seu espaço. Troque conteúdo por um mailing saudável e depois ative uma régua de contato e CRM para atuar em um diálogo verdadeiro.

Sua audiência está no Spotify? Crie sua nuvem de podcasts. Não inicie seu próprio podcast – participe dos podcasts que já têm uma audiência e conecte algo gratuito que os ouvintes podem obter e ingressar nesta audiência compartilhada. Com forma e um lineup de conteúdo, você cria a sua própria faixa se assinantes no feed e trabalha uma audiência fiel.

Sua audiência consome conteúdo de alto valor? Lêem Medium? Escreva no Medium e use tags de forma inteligente, mas também lute para ser incluído nas publicações que seu público já lê.

Resumo, o ponto central é que seu público já é um público em algum lugar. A melhor coisa que você pode fazer é escalar. Se você começar a fazer marketing digital seguindo um check list, esquece… tudo tem que ser planejado – não existe receita pronta. Reinvente o processo e aumente a sua audiência organicamente.

Pense na marca que concorrente a que você atua. Levante os pontos de fragilidade da comunicação que eles publicam: target, tom de voz, arquitetura de marca, linguagem e formato de conteúdo. A concorrência fez a modelagem de entrega de conteúdo, valor de produto e experiência por audiência? Não… então encontre a sua audiência ou crie oportunidades para se aproximar deste público-alvo. A missão é sua em tornar o público dele (concorrência), no seu seu.

Agora, conte sua história…

Por Leandro Maraccini Claro | Associate Partner e CMO Consumer Banking | DRU (Digital Retail Unit) do BTG Pactual.

O Leandro é uma pessoa muito bacana na qual tivemos o prazer de conhecê-lo e conversar com ele algumas vezes, e ele sempre que pôde nos deu um toque de como melhorarmos a comunicação em nosso Ateliê de Costuras.

 

Veja também :

Visitantes do Google Ads são mais decididos ?

 

 

 

Página de fãs (facebook):

https://www.facebook.com/www.elcosturas.com.br/

Instagram:

https://www.instagram.com/ellegancycosturas/?hl=pt-br

Pinterest: 

https://br.pinterest.com/ecosturas/

 

 

Tema do Post :A verdadeira razão pela qual seus esforços de marketing digital não estão funcionando e o que fazer com isso?

Deixe seu comentário