Quem são os não clientes da Ellegancy Costuras?

graficos-2

 

Há muito tempo vinha pensando em fazer a leitura não somente de números, mas buscar interpretá-los de acordo com cada detalhe, e isso é uma tarefa bastante complicada por inúmeros fatores.

Primeiro porquê é quase impossível me desligar dos telefones, facebook, emails etc.  E os números não mentem, porém a interpretação para cada um deles é muito relativa.

 

Chegamos à média de termos 67% de clientes mulheres e 33% de clientes homens.  Nosso público em geral é acima de 26 anos, até 55 ( já incluindo as noivas).  Portanto atendemos uma faixa etária que tem 22 anos de diferença ( em média), e isso envolve 78% dos clientes.  Portanto, apenas 22% dos nossos clientes se concentram de 18 a 25 anos, e de 56 em diante.

 

 

google_analytics_grafico_media_factory_marketing_digital

 

 

 

Alguns pensamentos me vêm à cabeça, vários deles baseados em estatísticas e relatórios de economia, marketing, tais como:

 

* Atendemos a maior parte das pessoas que estão economicamente ativas

 

* As pessoas nessa faixa etária já estão bem engajadas em suas profissões, portanto necessitam se vestir super bem, adequadamente ao que as empresas exigem.

 

* Os jovens entre 18 e 25 anos muitas vezes não tem mais a avó aquela senhorinha carinhosa que costurava com perfeição as roupas de toda família, portanto não adquiriram o hábito de se vestirem com roupas sob medida. Além disso, os jovens quase sempre tem um estilo muito despojado e receio de parecerem caretas, daí não ligam muito para a vestimenta.

 

*Já muitos pessoas acima dos seus 55 anos encontram-se aposentadas e boa parte de suas vidas tiveram que se vestir super bem, portanto agora querem maior conforto, aquela bermuda com o bom e velho chinelo.   Essas pessoas tem muito menos compromisso do que quando trabalhavam, então acabam deixando a necessidade e a vaidade meio de lado, reservando somente atenção para ocasiões especiais.

 

Outro fator interessante é o atendimento de costura em domicílio que praticamos.

 

Nele, podemos observar que há uma alternância em relação à estatística acima onde 67% dos clientes são mulheres, contra 33% dos homens.  Afirmo isso pois atendemos 60% de homens em domicílio e 40% de mulheres.  Então entendemos que os homens buscam, acima de tudo, a comodidade de serem atendidos em sua residência ou escritório, do que ter que se deslocar até nosso Atelier de Costuras, ter de provar as peças em nosso provador.

 

Então a comodidade, qualidade e praticidade são fundamentais para os homens.

 

Já para as mulheres tudo isso conta, porém elas gostam de vir até nosso Atelier para conhecerem, verem alguns trabalhos nossos como bordados em pedrarias de vestidos, os ajustes nos vestidos das noivas, para ficarem bem seguras.  Além do que, sempre baterem um bom papo ( caso sua agenda assim permita).

 

Aos poucos estamos elaborando estratégias para alcançarmos o público universitário, ou recém formado.  Então é fundamental andarmos informados quanto à moda, os costumes, o jeito jovial e prático que esse público tem.

 

São pessoas que começarão a despontar em seus estudos e profissões, portanto querem se vestir adequadamente, além de valorizar muito seus atributos físicos das academias.

 

E o público com maior idade, também demonstramos que é possível sim se vestirem super chiques, mesmo sendo bermuda.  Por quê não combinar uma bermuda com uma camisa e um lindo sapato apropriado?

 

Os números informam muita coisa, mas prestar atenção em cada cliente nos ensina muito mais do que tudo.   Um cliente satisfeito coloca a roupa e ao se olhar no espelho, mesmo que não perceba, suas pupilas se dilatam, daí viram pra um lado, viram pra outro afim de conferir item por item e saem satisfeitos.

 

Já um cliente que não ficou plenamente satisfeito tem o hábito de ficar passando a mão em cima da parte que não ” caiu” muito bem na opinião dele.   Nessa situação, podemos fingir que não percebemos e darmos um jeito de apressar o cliente com informações dúbias , afim de que o mesmo aceite e não questione.   Ou podemos perguntar se ele achou que aquela parte não ficou satisfatório, e o ouvirmos, e se ele tiver razão, refazermos a costura.

 

Empurrando goela abaixo do cliente pode parecer mais vantajoso, mas corre-se o risco do cliente considerar o serviço mediano, nada diferente de alguns lugares que ele conheça, e não voltar mais.

 

Demonstrando preocupação e refazendo a peça, adivinha se o cliente não voltará e não indicará outras pessoas???

 

* Outro fator muito importante é a situação econômica em que o nosso País enfrenta agora no começo de 2015.

 

Desde o ano passado vínhamos conversando sobre isso aqui em nossa loja, inclusive dando conselhos para as funcionárias, que se pudessem, evitassem contrair dívidas desnecessárias pois era nítido que a economia iria patinar.

 

Pois bem, para ilustrar esse meu comentário posso garantir que de uns meses para cá os clientes tem ligado e enviado e-mail perguntando a ” média de preço” dos ajustes de roupas…desde barra de calça até ajustes em jaquetas de couro e noivas.   Portanto não são casos isolados, e sim o país passando por uma crise talvez sem precedentes ( esperamos que não).

 

Até o ano passado a maioria dos novos clientes vinham diretamente trazer suas roupas. Ligavam menos e não perguntavam tanto o preço.  Portanto fica o alerta para quem atende o público de uma forma geral.

 

Aqui na Ellegancy Costuras tentamos entrar na contramão quando o assunto é economia, pelo menos o que muitos entendem sobre economia.  Ao invés de cortarmos benefícios aos funcionários, tentamos ampliar os ganhos aos clientes, que por sua vez entendem e aumentam a frequência de visitas ao nosso estabelecimento.

 

Claro que fazemos planos e neles incluem economia, porém tentamos fazer com que a economia seja útil, e não em corte de investimentos.

 

O cliente quer ser cortejado, quer que você entenda a situação dele como um todo.    Diariamente recebemos emails com as mesmas perguntas, mas será que por isso devemos ter uma resposta padrão a ponto dos clientes sentirem com clareza que o e-mail não foi personalizado?

 

Leva mais tempo responder emails com carinho e atenção?   Sim …leva.   Leva mais tempo responder as mensagens do Facebook, Twitter?  Sim…leva.   Mas e a satisfação e retenção do seu cliente, não vale?

 

E aquele parabéns carinhoso no Facebook na data de aniversário de seu cliente?  Ele ficará muito feliz, e os amigos dele verão quem é você ( pessoa jurídica por favor, pois ele é seu cliente e não seu amigo, a não ser que ele(a) mesmo convide você através do Facebook dele).

 

O e-mail é meio caminho andado para a venda.  Significa que a pessoa achou sua empresa, se interessou e quer maiores informações.  Você quer colocar tudo a perder respondendo brevemente?   Se sim, vá fundo ( sorte dos seus concorrentes).

 

E os telefonemas?  Seu possível cliente terá de ficar aguardando o telefone tocar várias vezes e ainda ser atendido sem a devida atenção?   Perfeito, seus concorrentes vão fazer festa !!!

 

E também não adianta ficar fora das redes sociais com medo que seus clientes falem mal da sua empresa.   Primeiro porque o medo paralisa, segundo que se você está com medo é porquê não confia na própria empresa, e terceiro, e talvez mais grave, é que se o cliente quiser falar mal da sua empresa ele vai falar.  Nesses casos, é melhor falar mal para você afim de que você possa se desculpar, ou ao menos que fique sabendo e melhore o atendimento.

 

Vejo muitas pessoas analisarem suas campanhas de Internet via Google Analytics, mas sem se darem conta de que estão lidando com números que refletem costumes de pessoas ( seres humanos), que querem um estabelecimento onde possam vibrar com uma ótima prestação de serviços.  E acredite, esse cliente vai te indicar para todo mundo.

 

Afirmamos isso pois atendemos cada vez mais pessoas indicadas pelos nossos clientes.  São noivas que ajustamos vestidos e nos indicam as madrinhas, as amigas.

 

São clientes que ajustamos ternos e nos indicam os familiares e por aí vai.  E o que faz os clientes virem de longe atrás de um Atelier de Costuras, sendo que perto da casa deles certamente tem uma loja de ajustes de roupas?

 

Sim, serviços diferenciados em costuras contam muito.  Mas a Alta costura e o atendimento diferenciado faz com que as pessoas se programem e venham nos visitar.

 

Como em tudo na vida, há concorrência.  Existem lojas que reformam roupas em shoppings, com toda facilidade de acesso aos clientes, certo?   Então temos que nos destacar na qualidade, prestação de serviços de costuras, atendimento personalizado e muitos outros.

 

Então devemos sempre pensar nisso, elaborarmos estratégias baseadas em pessoas…os números serão consequência.

 

Costureira que vai até a sua casa para ajustar as suas roupas.

Justando ternos de alfaiataria e mencionando dicas importantíssimas.

Gravata sendo afinada passo a passo.

www.elcosturas.com.br

contato@elcosturas.com.br

(11) 5021-2506 / (11) 5677-2429

https://www.facebook.com/www.elcosturas.com.br/

Ficamos localizados:

Av. Cupecê,1494 – SP

Leave a comment