As pessoas andam procurando Fast Food, Fast Conhecimento, Fast Relacionamento

Jornada do Autoconhecimento

 

 

Cá estou após uma Jornada de Autoconhecimento (onde trabalhamos “Mãe”) e chegando de um Treinamento de Aprofundamento e Facilitação de Meditações Ativas. Hoje o dia é de organização, calmo…e Pilates a tardinha…comecei a fazer Pilates.

Neste último mês estive imerso em processos profundos com pessoas (e meus, também). Gosto de participar da evolução das pessoas. E quanto mais vou…menos indiferente à cegueira coletiva eu sou. Nossa sociedade persiste em investir seu tempo em algo que trás números, resultados pífios em felicidade, doença e morte. Se tu trabalhas ou luta pela felicidade a partir do coração, nadas contra a correnteza.

Antes quero fazer um desabafo….cansei de ver no facebook e no instagram promessas de milagres rápidos do tipo: “Faça Coach em seis dias e transforme sua vida!!” ou “Seja feliz!” …ou “Eu sou a abuelita do México, me sigam…” credo gente, tá louco!!…Ou uma terapia da moda (venha para constelação, ela resolve conflitos de jurídicos até a vida da Branca de Neve….ha tá!…). Vamos colocar um peso nisso, pelamordedeus!!!!

É claro que há resultados, senão não haveriam seguidores. Mas a maneira marketeira que estão usando o autoconhecimento é demasiadamente míope. Quem vai e crê que é uma salvação, possivelmente leva uma vida medíocre e busca um atalho na vida. A vida não tem atalhos. Parece que as pessoas não querem se responsabilizar mais. Tipo assim: “Vamos todos juntos porque daí ninguém se responsabiliza.” Eu também já caí nessas, até encontrar pessoas que realmente me ajudaram a olhar a realidade.

Nesse caminho tenho visto muitos corações tristes, amargurados, sorrisos margarina, sobrepeso excessivo, drogados de drogas pesadas, trabalho, comiga, comprimidos, sexo, etc. E quando eu digo drogados, é claro que estou fazendo uma analogia a quem tem excessos. Mas é drogado mesmo! Bom entendedores, entenderão. Não me estenderei aqui.

O corpo dá sinais e as pessoas estão achando normal ter prisão de ventre, dor de cabeça, ansiedade, irritação, ser tristonha, sem energia, sem brilho no olho, sem vontade própria, apática. Está normal ter intolerâncias a glúten, lactose, pessoas…NÃO É NORMAL, quem está assim está DOENTE! Ah, Renato, mas o Dr. disse que BLÁBLÁBLÁ...cada um tem sua opinião, se o Dr disser que pra dor de cabeça você deve tomar o comprimido X, Y ou Z, como rotina, em minha percepção quem está DOENTE é o médico. Desculpa doutores. Há muitos Drs bons, principalmente os que vão além da técnica estrita e adquirem um olhar integrativo ao Ser humano.

Nossa sociedade está na UTI, e pra sair dessa doença é preciso remar no sentido contrário a maré. Familias não dialogam. Empresas falam em dialogar, mas praticam o “eu mando e tu obedece”, a escravidão cresce nas empresas grandes. Aumentam os homicídios e crianças se cortando. Mulheres vítimas de agressões e abusos é rotina silenciosa. Ninguém fala, só se fala em política, futebol e corrupção. E eleições, claro. Autoconhecimento nunca passará na “novela das oito”

Gente, vamos acordar! Nós somos uma ponte entre o animal que somos e a divindade. Essa consciência é que nos faz humanos. Ao mesmo tempo, isso nos torna agitados, ansiosos, cheios de medos e conflitos com nossa natureza.

“Como aceitar os desejos naturais mais instintivos e viver os condicionamentos aceitos pela sociedade? Como aceitar as contradições? Mentindo em casa para sustentar o status quo, mesmo com um custo alto de vida?” Tu sabes. Eu também sei. Podemos fazer uma lista de hipócritas que mentem em casa maior que a Listel.

Um dia, depois de eventos graves em minha vida (um dia eu conto minha história de mudança aqui), pensei: “Ou me mantenho no rebanho e terei o mesmo fim conhecido ou aceito as contradições e crio coragem para transformar e viver minha vida de verdade.” E foi aí que tudo começou a mudar para mim. Renasci.

Dizem que vivemos um momento de transformação como nunca antes. Está “na moda” o autoconhecimento, a meditação, a liberdade feminina, a busca pela vulnerabilidade masculina – embora HOMENS sejam apenas 5 a 10%. HOMENS, é mais difícil tocar nossos corações. Por ser homem, eu sei que os homens sofrem com isso também, ficam presos atrás de máscaras de arrogância, poder e autoritarismo. Eu também já fiquei. Mas agora existe uma consciência coletiva maior, não há desculpa pra continuar se fazendo de desentendido e tratando outros (principalmente a mulher) com desigualdade. Se queremos igualdade, precisamos ser iguais. Se queremos afeto e respeito, precisamos primeiro aprender a abraçar e respeitar.

O problema é que as pessoas andam procurando FAST EVOLUTION! FAST FOOD, FAST TUDO….cursos rápidos, fórmulas mágicas. Não funciona, sorry! Querem o atalho do atalho. Mas na hora em que vão executar, não sabem, porque estão rasas de experiências. Sei disso porque entre várias formações longas e prática profissional, também fiz muitos cursos rápidos. Muitos agregam, mas só. O que vejo dentro das “Fast Evolution Turbo Max Plus Empowerment” são perguntas básicas, inseguranças infantis e possibilidades de ganhos alucinógenas. Acordaaa!

Vamos entender o processo: nós nascemos com potencialidade incrível, todavia, temos que encontrá-la. N-ã-o h-á a-t-a-l-h-o-s. Somos como a semente que trás todo o potencial de Ser, com todas as alegrias, desafios, perturbações. A criança chega vazia ao mundo, ela é um Ser. Mas ela ainda não é, ela vai ser. Ela é um processo, e não podemos prever aonde irá terminar; qual será o resultado final de todas as suas experiências de vida, de suas angústias, ansiedades e êxtases. A soma total de toda a sua vida não está disponível no começo. Ela não trás um mapa.

O quadro piora quando professores, terapeutas, astrólogos, psicólogos, psiquiátras, coaches, médicos, cantores, artistas, gurus pops e outros enganadores de plantão, com raras parcelas conscientes, conseguem nos enganar porque existe uma chance para isso. Os pais, por ignorância e amor, reforçam que devemos ser algo na vida e os enganadores se aproveitam disso. Eles pensam: “Ele quer ser isto ou aquilo”…e nos exploram, um pouco. Suas previsões nunca se confirmam. O sacerdote, o político, os pedagogos, todos estão interessados em que a criança se torne parte de sua própria viagem ao poder. Nossos livros tem orientação política desde os últimos 50 anos. O que seria do papa sem muitos fiéis? Ou dos políticos sem votos? Cada criança que nasce carrega em si um poder que é explorado…A criança logo logo se tornará um cidadão do mundo…ela deve ser agarrada.

Em toda parte há pessoas interessadas nas crianças. A criança é uma folha de papel em branco, nada está escrito nela. É uma grande tentação para todos escrever algo nela. Os pais gostariam de escrever seus gostos, jeitos, religião, time de futebol, filosofia, política, porque desejam se ver em seus próprios filhos. Dão a luz, criam, educam e tudo é condicional – se isso é dito ou não, não vem ao caso. Acontece. E algum dia, de algum modo, dirão: “Fizemos tudo isso por você, agora é chegado o momento de fazer o que queremos que faça”. Eles podem não ter consciência disso, porque também foram criados assim por seus pais. Geração após geração segue-se o mesmo processo.

Queremos igualdade, mas dividimos as pessoas no mapa. Ensinamos as crianças assim, depois cobramos em prova e castigamos ou celebramos em casa. De qualquer jeito estamos enganando. Religiões, ideologia de gêneros (uma alucinação psicológica da sociedade), cartilhas de educação depravadas, todos dividem. Devemos recusar livros desse tipo nos colégios. Não quero entrar em política aqui, mas me ocorre e lembro do que disse Marx, “a melhor maneira de submeter um povo, não é escravisá-lo economicamente. É escravisá-lo moralmente.” Eis onde chegamos nos últimos anos. Temos hoje uma exaltação de exemplos legais, mas não morais (quem foi eleito melhor cantor (a) este ano?) A omissão existente na nossa sociedade é grave. Só se mantém uma organização de sociedade assim se a sua identidade for falsa e condicionada.

Na contramão disto, nos últimos anos vi aflorar muitos corações que começaram a se apropriar dos seus próprios desejos e vontades, independentemente daqueles que os enganaram. O que eu quero compartilhar é que todos estão interessados em você, mesmo agora adulto. Mas que a criança que mora aí dentro de ti, além de não está interessada, é dependente do seu desejo para poder ser libertada. Essa criança se sente culpada, qualquer desejo ou afirmação que venha do seu próprio ser, se torna culpa. (Seja autêntico e você será punido)

Sou consciente de que meu nado é contra a correnteza. E por isso me sinto mais forte a cada dia. E percebo que quem dá a volta e passa a nadar ao meu lado, se aproxima e se engaja, é quem busca sair desse fluxo da boiada desenfreada, onde pessoas morrem doentes porque não conseguiram ser elas mesmas.

Me alegra ver o choro que vem do coração de uma mulher (antes sem voz) resgatar seu corpo e seu poder original, e com isso assumir o protagonismo de sua vida. Me alegra ver um homem (bem-sucedido) resgatar sua vulnerabilidade e a delicadeza do seu coração. Esses resgates me movem, me dão forças pra continuar meu trabalho. Se nesta carta eu tocar o coração de mais uma única pessoa, já terá valido a pena. Quero uma sociedade menos doente, mas sei que a única transformação possível, é a minha. A sua. Na individualidade. O mundo é maquiado de saudável historicamente. A felicidade acontece quando a autorresponsabilidade surge. Aí conseguimos compreender a integridade do outro, respeitar o ser de uma criança, e não nos impôrmos a ela. Mas estamos longe, pois buscamos no outro isso, na sociedade. Nossa sociedade está comprometida demais com os interesses do ego; ela tem que explorar as pessoas.

Meu primeiro passo para sair desse processo desenfreado foi com autoconhecimento e a busca por minha face original, através do resgate do meu corpo (vital). Algo do tipo: “Oi, corpo. Somos um só, muito prazer! Eu quero cuidar de você a partir de hoje. ” Nesse dia passei a me sentir satisfeito. Não haveria mais busca a fazer. Precisei reassumir minha responsabilidade, aceitar a solidão, a ignorância, a responsabilidade, e então, “o milagre” aconteceu. Nesse dia, eu renasci. Os momentos de felicidade aumentaram. Antes disso, tudo o que aconteceu, foi apenas um processo de pré-nascimento.

Está na hora de mudar profundo. Aqui damos colo quando necessário. Mas antes vamos ajudamos a ter forças para a responsabilidade. Se quiseres ficar mais forte, vem junto nadar contra a correnteza.

Bom, bateu soninho, vou nanar….antes quero te deixar um convite. Imagino que tu imagines que não é para um FAST EVOLUTION, mas para uma Jornada verdadeira de Autoconhecimento e para um Curso de Meditações Ativas de Osho. Aliás, informação quentinha, terminei ontem o Treinamento de aprofundamento e facilitação das Meditações Ativas de Osho (com Facilitadora Kimaya) e reconhecimento do OSHO Resort and Meditation, de Puna, Índia. Rapáááiz…. foi incrível. E foi ótimo ter feito esse aprofundamento na raiz do método depois de ter praticado e facilitado as meditações por 7 anos. Aproveitei muito, pude realizar e sentir profundo a integridade da prática, a isenção ideológica, os cuidados, e sentir vibrar a conexão amorosa em cada célula do meu corpo…foi demais e eu fiquei mais fã das MA do que já era antes. Pra quem quiser vivenciar mais, infos nos PS abaixo…

Com muito amor pelo que faço, eu me despeço com intenção de que a semana seja maravilhosa para vocês.

Gratidão por acordar hoje, pela saúde, pela vida, gratidão pela partilha e pelos e-mails que recebo de vocês, gratidão, gratidão, gratidão!

Renato Morais

PS I:nesta quarta-feira vou dar uma palestra sobre AUTODESCOBERTA E RESGATE DO CORPO VITAL. É gratuita com contribuições livres de troca. Lá vou contar um pouco sobre o Curso de Meditações Ativasem Taubaté (início 26/7) e a Jornada de Autoconhecimento (17 a 19 de Agosto), que acontecerá em Tremambé-SP.

PS II:é importante lembrar que estes trabalhos são para o reencontro com o teu coração, e por isso eles fazem parte de um processo estruturado e amoroso de evolução, autodescoberta e resgate do corpo vital. Se você deseja algo teórico ou FAST EVOLUTION, estes trabalhos NÃO são para você.

PS III: me perguntaram se poderiam incluir emails para receber minhas cartas. Pode sim, é só entrar no site www.pernasparafelicidade e baixar meu e-book (gratuito), seu e-mail será automaticamente encaminhado para minha lista.

PS IV: se quiser me enviar e-mail use renato@renatomorais.com.br ou pelo Instagram no link abaixo nas bolinhas 🙂 Eu respondo todos que me escrevem, se por acaso eu não responder, me avisem…pode algum e-mail me escapar…

PS V: Renato, como faço inscrição para palestras ou cursos?

Registros de intenção podem ser feitos aqui registro de intenção.As inscrições para palestra desta semanaestão esgotadas. Faremos outra em breve e quem deixar seu nome garante vaga para a próxima. Não é um compromisso, entraremos em contato com você. Para conhecer mais sobre a Jornada de Autoconhecimento, acesse aqui.

Jornada de Autoconhecimento

Rua Félix Guisard, 576 – Taubaté – SP –  Cep 12093510

 

 

 

Veja também :

Empretec Sebrae – O que é o Empretec? – YouTube

 

Empretec -Julho de 2015- Unidade Adolfo Pinheiro

 

 

Leave a comment