Andar de moto é o sonho de todo menino

Texto extraído da Internet falando sobre a Paixão em andar de moto

 

crianças na moto

 

Esta noite acordei, olhei o macacão e as botas alí do lado da minha cama e não resisti…
O macacão, as botas…
Huuummmm…
Me vestí e saí andando parecendo um robô…
Liguei a moto e os vidros da cozinha todos começaram a estremecer.
Na hora, o arrepio subiu pela espinha..
Pedi benção a Deus, e saí.
Saí na manha, curtindo o ronco, saí da rua de casa, a moto ainda pesada, pois não foi feita pra andar devagar…


Depois de 2 minutos chega a Rodovia, o cabo enrola forte, a moto não sabe se empina ou rabeia..
Força no braço e seguro a danada, acelerando cada vez mais forte.


O contagiros sobe rápido, o velocímetro passa dos 200 km/h em poucos segundos…


O vento não perdoa, tenta me jogar no chão com várias rajadas. Passo um carro, passo outro..


Nesse momento já não vejo mais faixas e nem nada, apenas lugares por onde a moto passa ou não.


Depois de mais de 3 minutos andando direto acima dos 200 KM/h, o corpo já começa à reclamar; o vento que não perdoa, traz a dor para os ombros e pescoço, mas a vontade de superar os limites é maior que a dor e o cabo enrola cada vez mais

De repente do nada, parei de acelerar, quando me dei conta, estava atrás de um carro com 4 crianças ajoelhadas no banco traseiro olhando pra mim pelo vidro…

 

crianças brincando de andar de moto
Ví aquela cena e voltei à muitos anos atrás, e me lembrei de quando eu fazia igual e falava para meu pai:
– ” Pai;
Um dia vou comprar uma moto e vou andar como esses homens aí
E me lembro claramente dele falando;
– ” Então estuda bastante e corre atrás.”
Fiz minha parte.
Dei muitas cabeçadas na vida, trabalhei bastante até para pagar meus estudos, juntei grana, fiz por muitas vezes das minhas noites, dias de trabalho, mas alí estava eu, vendo aquelas crianças e lembrando quando era eu no carro…
Logo elas acenaram pra mim, dei no corte com a danada, eles se assustaram e logo em seguida o sorriso estampou o rosto deles… Hehehehe…
Por incrível que pareça, o mesmo que ocorreu comigo no passado, ao ver um motociclista…

Pois bem, naquele momento meus olhos encheram de lágrimas, acenei pra eles e retomei minha tocada.
Parei no próximo posto,
e quando eu estava saindo eles chegaram. O pai deles veio até mim, me cumprimentou e então perguntou:

 

– ” O que essas crianças vêem em vocês, que quando vocês passam, elas ficam todas malucas
Respondi assim:

 

– ” Quando passamos, eles vêem um sonho, um tipo de herói, afinal alí o que eles vêem é apenas um macacão, capacete, botas e uma moto fazendo um puta barulho.
Use isso para que eles tenham um foco na vida e assim como eu, lutem com um objetivo. Para muitos pode parecer fútil, mas minha moto pra mim é muito mais que uma moto, é um dos sonhos de criança que foi realizado…”

 

E para essa galera aí que não entende nada e apenas critíca, reflita:

 

Se você não gosta de moto, ao menos respeite os motociclistas pois, mesmo que você não goste, um dia seu filho pode ser um deles…

#FAMILIASRAD1000. Créditos Maurício Nogueira de Andrade

 

Macacão de motociclista feito de couro bovino e macacão de motociclista feito de couro de canguru.

Leave a comment