Ajustes em Ternos e Costumes

Como surgiu os  Ternos?

A palavra terno significa um conjunto de três coisas (paletó, colete e calça)

 

 

 Origem

 

 

O terno surgiu na França, no século XVIII, o rei Luís XIV já usava; Era moda utilizar paletó, colete, camisa e calças feitos com diferentes tecidos, padrões e cores. O corte era largo, e o terno foi pensado como um vestuário de campo informal, conhecido como “roupa de descanso”.

 

Como essas roupas também eram utilizadas para andar a cavalo, os alfaiates faziam uma fenda atrás no paletó – origem das aberturas encontradas nos ternos atuais. Apenas em 1860 todos os componentes de um terno passaram a ser confeccionados com o mesmo tecido.

 

O povo francês gostou da inovação e a aprimorou: Em vez de usá-la aberta sobre o peito, amarrou-a em volta da gola.

O termo gravata deriva do francês “cravate”, que por sua vez é uma corruptela de “croat”, em referência aos croatas, que primeiro apresentaram a indumentária à sociedade parisiense.

 

Imaginava-se que os romanos foram os pioneiros no uso da gravata, em que pode ser visualizada ao nível do pescoço uma peça semelhante à gravata conhecida como focale.

 

Acredita-se que este acessório tenha sido utilizado pelos oradores romanos com o objetivo de aquecer suas gargantas. Atribui-se a introdução da gravata aos mercenários croatas a serviço da França durante a guerra dos trinta anos. Os pedaços de tecidos, atados ao pescoço dos soldados com distintivos laços, teriam causado enorme alvoroço em toda a sociedade parisiense. Tal acessório era usado com distintivo militar pelos croatas, sendo de tecido rústico para os soldados e de algodão ou seda para os superiores.

Esses acontecimentos encontram-se no livro francês “La Grande Histoire de la Cravate”(Flamarion, Paris, 1994), conforme a seguinte passagem:

 

“Por volta do ano 1635, cerca de seis mil soldados e cavaleiros vieram a Paris para dar suporte ao rei Luis XIV e o Cardeal Richelieu. Entre eles, estava um grande número de mercenários croatas. O traje tradicional destes soldados despertou interesse por causa dos cachecóis incomuns e pitorescos enlaçados em seu pescoço.

 

Os cachecóis eram feitos de vários tecidos, variando de material grosseiro para soldados comuns a seda e algodão para oficiais”. Os franceses, logo se encantaram com esse adereço elegante e desconhecido, que chamaram de cravat, que significa croata. O próprio rei Luis XIV ordenou que seu alfaiate particular criasse uma peça semelhante ao dos croatas e que a incorporasse aos trajes reais.

 

Aqui também outra referência muito bacana sobre a História do terno
http://modafashionemteste.blogspot.com.br/p/historia-do-terno-e-gravata.html

 

Abaixo temos algumas dicas da importância de um terno bem ajustado, Um bom caimento faz toda diferença.

 

Esse post é dedicado aos leitores homens e serve para observarem mais de perto alguns detalhes que fazem toda a diferença na aparência.

Sempre digo que estudamos para fazer praticamente tudo em nossas vidas (ou deveríamos): para nossa profissão, nossos hobbies, para sermos mais cultos, para termos filhos, para estarmos informados… mas muita gente esquece de procurar informações valiosas para se vestir de forma mais inteligente e, principalmente, passar a imagem que deseja através das roupas com praticidade e elegância.

O problema com estas “gafes” é que elas passam uma mensagem ruim sobre a pessoa: desleixo, descuido, má aparência, anti-higiene e afins e a gente já se esforça tanto para ser melhor todos os dias, então não dá para a aparência, justo ela, estar jogando contra você.

Então veja as dicas abaixo e seja ainda mais elegante de agora em diante:

 

1. Tamanhos errados

Muitos homens que tem barriguinha acham que devem comprar camisas super folgadas para disfarça-las, quando deveriam fazer o contrário, pois o excesso de tecido só agrava o efeito. Camisas grandes demais também ficam com ombros caídos, causado impressão de desânimo e desleixo, sabiam? Camisetas longas achatam as pernas e são péssimas para todos, especialmente os baixinhos, e ternos compridos demais são super demodé!

O contrário também não fica legal: camisas justas, onde os botões parecem querer saltar a qualquer momento ficam com cara de que você está usando uma peça que não é sua! Ternos justos e repuxados são e os modelos retos, não acinturados, dificilmente valorizam os homens. E as  calças largas? Já saíram de moda faz tempo…

Por isso, não se atenha ao número da etiqueta: prove vários tamanhos de peças e leve a que realmente lhe vestir melhor, sempre se olhando 360 graus no espelho: está empapando atrás? A linha da costura dos ombos está no lugar certo? O terno não está com excesso de tecido? Não está longo ou curto demais? Ele fecha bem? A manga está no comprimento certo? A calça não está larga ou justa demais?

O ideal são as peças do seu tamanho, que não sobram tecido mas também não ficam justas, e não hesite em fazer pequenos ajustes para deixar tudo sob medida, o que causa um efeito ainda mais sofisticado e polido.

ternoO costume ( a dupla paletó + calça) de tamanho certo tem blazer sem vincos ou excesso de tecido, a calça é ajustada e não empapa no sapato, a manga mostra 1cm do punho da camisa e as ombreiras ficam na linha exata dos ombros.

Tamanho certoA camisa do tamanho certo não tem excesso de tecido e fica lisinha quando vestida, mesmo com o blazer. Além disso, também não tem excesso no abdômen, pois fica mais ajustada ao corpo. Só a calça, neste caso,  que poderia ter uma bainha mais curta!

2. Gravata curta ou longa

A gravata deve parar na altura da fivela do cinto, nem mais longa nem mais curta. Se tiver aparecendo a camisa, está curta. Se tiver cobrindo o cinto, está comprida!

Vale super praticar os nós que preferir para achar o ponto certo para o comprimento perfeito para você.

altura gravata

3. Calça curta ou longa

A bainha das calças sociais devem ser feitas com o seu sapato social calçado, e não no chão, como muita gente costuma fazer.

Ela deve cair confortavelmente sob o peito do pé, sem empapar na frente, e não pode ficar pescando na parte de trás, ou seja, deve acabar logo depois do salto, tudo medido sempre com o sapato vestido.

Já a bainha de calças jeans e chino  ( Chino são aquelas calças e bermudas que parecem de alfaiataria, mas na verdade são confeccionadas em algodão, com tecido leve e a modelagem solta e confortável) podem ser feitas a 2 dedos do chão, já que serão usadas com calçados mais leves. Caso não dê tempo de fazer a bainha do jeans antes de usar, você sempre pode dar uma dobradinha na barra, o que também moderniza o look. Cuidado, porém, caso tenha pernas grossas ou seja muito baixinho, pois barras dobradas tendem a dar uma achatada na silhueta.

barra_jeans_altura_certa2Bainha dobrada

4. A meia errada para o sapato social

Este é um velho dilema: a meia combina com o sapato ou com a calça?

Cada tradição diz uma coisa, mas o que eu vim a perceber com os anos de experiência é que quando ela combina com o sapato praticamente não tem erro! Por isso, o ideal é que você tenha meias de diferentes cores para combinar com cada sapato, preferencialmente com mais algodão que poliéster para a pele poder respirar.

Mas tem também a moda na Europa, ha algum tempo já, que é usar meias coloridas e divertidas com calças sociais e até terno. Neste caso, ela tem que ter harmonia com a calça e o sapato sem precisar ser necessariamente da mesma cor.

Ah, e meias brancas só são usadas com tênis de academia. Ponto.

5. Tênis de academia fora da academia

Com tantas opções de sapatos legais masculinos lindos e sim, confortáveis, não tem desculpa para ficar usando o tênis esportivo em tudo quanto é lugar!

Com bermuda, opte por docksiders, mocassins ou estilo all star. Calça chino também vai bem com estes citados e também com brogues, boat shoes e com sapatênis. E tem um monte de estilo de tênis casuais, coloridos ou não, de couro, que ficam muito legais com jeans e afins.

Bora variar e deixar o têniszão só para malhar?

 

sapatos masculinos

Aqui, no caso, diferentes sapatos com as meias coloridas comentadas acima. Para homens modernos e ambientes que permitem este tipo de ousadia!

6. Fechar todos os botões do terno ou blazer

Nunca se deve fechar todos os botões do terno, sabiam? Nos ternos de 2 botões só se fecha o de cima, deixando o de baixo sempre aberto. No terno de 3 botões, fecha-se os 2 de cima, deixando o último sempre aberto.

Ah, e na hora de sentar na mesa, restaurante, carro e afins, lembre-se de abri-los todos para não ficar com o blazer repuxado e amassado, ok?

blazer abertoterno duplo

O último botão de baixo fica sempre aberto independentemente da quantidade de botões do blazer!

7. Calça jeans com camisa para dentro

Usar calça jeans com camisa social é um look super interessante para sair para jantar, para a balada e afins, porém a camisa deve ficar sempre para fora do jeans, ou você ficará com uma imagem bem envelhecida e de “almofadinha”, o que ninguém quer, né?

Por isso, é bem importante fazer a bainha das camisas que serão usadas desta forma para que fiquem na altura correta (2 a 4 dedos abaixo do ossinho do quadril) e não compridas demais, o que normalmente acontece. Se quiser, é possível também tirar um pouco do “abaulado” da bainha e deixá-las mais retinhas, o que dá um toque mais moderno.

camisa para foracamisa para fora 2

 

 

Camisa social ajustando a lateral, o punho, etc.

Gravata afinando e o seu passo a passo.

Ellegancy Costuras ateliê, é especializado em ajustes e reformas de:

Vestidos de noivas, Vestidos de festas, Ternos, Costumes e Paletós, Jeans, Peças e Jaquetas de couro, macacões de motociclistas, Camisas sociais e polos.

Fazemos também, Bordados em vestidos de noiva e vestidos de festas, Higienização e Pintura em couro.

Temos serviços diferenciados como: Ajuste em biquíni, afinar gravatas, forração de sapato/bolsa e customização.

www.elcosturas.com.br

contato@elcosturas.com.br

https://www.facebook.com/www.elcosturas.com.br/

(11) 5021-2506 / (11) 5677-2429

Ficamos localizados:

Av. Cupecê,1494 – SP

 

 

Leave a comment